O Nosso Modelo

A Master D desde que foi fundada em 1994 é uma empresa de formação com uma metodologia inovadora, eficaz e que já deu provas do seu valor e qualidade. “A Formação Aberta” integra todas as metodologias docentes (distância-online-presencial…) e combina-as com as nossas próprias soluções tecnológicas para pôr em contacto pessoas em localizações distintas. Deste modo, o objetivo último é o de tornar possível cumprir as metas pessoais e profissionais dos formandos de forma mais flexível, e sempre com o apoio da nossa rede de centros, distribuídos por todo o território.


Modelo EAL

Uma empresa educativa com mais de 20 anos de história, cujo modelo se baseia na formação de pessoas em dois níveis: o conhecimento e as competências. A missão da nossa atividade consiste no acompanhamento, e preparação, de acordo com o nosso lema:

“O seu êxito é o nosso êxito”

A nossa Metodologia abrange duas linhas principais:

  1. Cursos Profissionais onde procuramos uma especialização em diversas áreas de conhecimento através dos nossos Centros Formativos;
  2. Preparação para Concursos Públicos

Graças a toda esta oferta, hoje ajudamos pessoas em todo o mundo, fornecendo as ferramentas e a tecnologia ideal para o desenvolvimento e melhoria da sua performance e da sua atividade.

“A Formação Aberta é a nossa paixão, tudo com a finalidade de proporcionar às pessoas a oportunidade de conquistar o seu sucesso e uma melhor inclusão na sociedade em que se insere.”

O nosso ADN é composto por valores e princípios sobre os quais contruímos três pilares do nosso êxito/sucesso enquanto empresa, e os quais são representados por três modelos:

Modelo de negócio

“Queremos ser rentáveis e crescer de forma sustentável.”

Para que a Master D possa levar a cabo a sua missão, que é o que é verdadeiramente importante:

Ser rentável: com uma rentabilidade média elevada capaz de gerar “free cash flow” excedente, crescer acima do crescimento do mercado de forma sustentável com recursos próprios e sem endividamento bancário. Deste modo, terá autonomia e capacidade de superar qualquer circunstância do mercado.

Neste processo, a participação das equipas é essencial, assim como o conhecimento sistemático que cada membro da equipa tem relativamente à sua própria situação económica.

Colocamos em prática o princípio ganhar-ganhar mediante a atribuição de incentivos económicos às equipas por alcançarem ou superarem o objetivo, seguindo um critério de retribuição prudente - incentivo ambicioso.

Uma vez superado este nível, reparte-se o superávit equitativamente entre as equipas e a empresa sob a máxima “se há benefício, há incentivo” (reparto). Incluindo também dividendo para os sócios de forma análoga aos incentivos pagos aos trabalhadores.

Para tornar possível que os nossos formandos atinjam as suas metas e que disfrutem de todo o processo, necessitamos de um elemento imprescindível: ter dinheiro. Alcançaremos as nossas metas mais ambiciosas tendo em conta o cumprimento dos princípios económicos vigentes na Master D: investindo as receitas de forma consciente e preventiva e mediante o compromisso das nossas equipas, princípios e valores.

Modelo docente

“O sucesso dos nossos formandos, é o nosso sucesso.”

O Modelo Docente da Master D tem como objetivo conseguir que o maior número possível de Formandos atinja as suas metas no menor tempo possível, através de um produto e serviços excelentes.

A eficácia do Modelo mede-se pelo número de formandos que, seguindo o nosso método, conseguem integrar-se no mercado de trabalho.

Para que os nossos formandos sejam competitivos e bem-sucedidos na integração no mercado de trabalho é necessário adquirirem os conhecimentos técnicos e desenvolverem as competências necessárias que lhes permitam destacar-se de outros candidatos.

Desta forma, o sucesso do modelo docente consiste em ter e-Tutores e Preparadores/Orientadores que liderem e acompanhem o formando ao longo de todo o percurso formativo de forma constante e assertiva, potenciando o seu êxito.

Esta liderança baseia-se em duas ferramentas comuns ao modelo de equipas autolideradas:

Autoexigirmo-nos a criação de um produto e serviço que recomendaríamos aos nossos amigos e familiares. A exigência que colocamos ao formando deve começar pela exigência que colocamos a nós próprios.

Exigir ao formando, aplicando o nosso sistema P8.10, mantendo constantemente o “deve”, realizando perguntas adequadas que o retirem da sua zona de conforto e conduzi-lo até à sua meta. Isto implica da nossa parte um acompanhamento proativo e constante, antecipando-nos às suas expectativas, fruto da autoexigência.

Modelo de equipas autolideradas (EAL)

“O êxito de uma EAL alcança-se quando pessoas normais lideram os seus objetivos para alcançarem um objetivo em comum.”

O modelo de equipas auto lideradas é o modelo de gestão elegido pela Master D.

Este modelo baseia-se nos valores e princípios definidos no nosso Manual da Cultura da empresa (o nosso DNA), principalmente num dos seus Valores: a LIDERANÇA de pessoas e equipas.

O modelo EAL baseia-se no trabalho em equipa através da liderança de cada um dos seus elementos. Consiste em saber de onde venho, onde estou e decidir para onde vou, tanto a nível individual como de equipa.

Este modelo gera entusiasmo, compromisso e paixão. Motiva as pessoas ao considera-las livres e responsáveis pelos seus sucessos. Satisfaz pessoal e profissionalmente os elementos das equipas EAL. Por outro lado, necessita, tal como o nosso modelo docente para os nossos formandos, autoexigência e exigência perante a equipa, adotando um papel ativo e participativo.


PORQUÊ EAL?


Porque gostávamos de ser assim. Faz parte da nossa cultura.


O modelo EAL trabalha com as pessoas para que alcancem os resultados:

Rentabilidade económica + Satisfação pessoal = Equipas de êxito.